PAPAGAIO DO MANGUE

R$4.000,00

FALE CONOSCO

ENCOMENDAR ESSA AVE
Quer encomendar essa AVE, use o formulário abaixo e em breve retornaremos

Fora de estoque

Descrição

Curica

A curica é uma ave psittaciforme da família Psittacidae.
Conhecida também como papagaio-do-mangue, aiuru-curuca, kuritzaká (nome indígena – Mato Grosso), curau (Mato Grosso e Alagoas), papagaio-grego, aiurucatinga, ajurucatinga, ajurucurau, ajurucuruca, curuca, encontros-verdes e papagaio-poaieiro. É conhecido como papagaio-do-mangue na costa, por habitar essa formação. Provavelmente, esse foi a espécie de papagaio primeiro observada pelos portugueses ao chegarem na costa brasileira, sendo muito freqüente nas aldeias indígenas para uso de suas penas na arte plumária.
Não está classificada em nenhuma categoria de ameaça a nível global, embora seja a segunda mais perseguida pelo tráfico, do seu gênero.

Nome Científico

Seu nome científico significa: do (francês) amazona = nome dado a várias espécies de papagaios tropicais; relativo ao Rio Amazonas, relativo a Floresta Amazônica; e de amazonica = referente ou originário da floresta amazônica na América do Sul. ⇒ Papagaio Amazônico ou papagaio da floresta Amazônica.

Características

Mede entre 31 e 34 centímetro de comprimento e pesa entre 298 e 469 gramas.
Como seus congêneres apresenta plumagem geral na coloração verde. De porte um pouco menor ao do papagaio-verdadeiro tem como características mais marcantes para diferenciação entre as duas espécies, o espelho e a marca da cauda de cor laranja, ao invés de vermelho. O bico é amarelado na base, com o restante cinza escuro. Menos cabeçudo em proporção ao corpo, o adulto possui a coroa, parte da face e a garganta na coloração amarela. Larga e conspícua faixa azul claro com origem nos lores e atingindo até a porção posterior aos olhos separam a coroa da face amarela.
Possui uma série de vocalizações assobiadas e suaves, algumas parecidas com as da maitaca (razão do nome trombeteiro). O casal em voo mantém contato através de gritos mais longos e elaborados do que aquele. No período reprodutivo, pousa em galhos altos e começa a improvisar uma série de gritos e assobios.

Subespécies

Possui duas subespécies reconhecidas atualmente pela ICZN (Internacional Commission for Zoological Nomenclature):

  • Amazona amazonica amazonica (Linnaeus, 1766) – ocorre no Leste da Colômbia até a Venezuela, nas Guianas, no Norte da Bolívia e em grande parte do território nacional, atingindo até os estados da região sudeste do Brasil;
  • Amazona amazonica tobagensis (Griscom & Greenway, 1937) – ocorre nas ilhas de Trinidad e Tobago no Caribe. (Clements checklist, 2014).

Alimentação

Alimenta-se de sementes, frutos e flores. É bastante atraído pelos frutos do pombeiro (Combretum lanceolatum) e também aparece em bandos nas árvores de bacaba (Oenocarpus bacaba) e do açaí (Euterpe precatoria).

Reprodução

Se reproduz geralmente no segundo semestre do ano e faz ninhos em cavidades, aproveitando ocos de árvores, paredões rochosos e cupinzeiros. É uma espécie monogâmica (o casal permanece unido por toda vida). Põem 3 ovos que eclodem após 29 dias de incubação. Entretanto, em outros estudos já foi observado ninhos com 4 ovos. Vive de 50 a 60 anos. Geralmente, um filhote sai do ninho depois de 2 meses de nascido, chocado pela fêmea. Ao que parece se reproduz no final da temporada de seca.

Hábitos

Comum em florestas de galeria, várzeas, alagados com árvores e manguezais. Costuma pernoitar e se reproduzir em ilhas cobertas de mata. Vive em bandos de até 8 indivíduos, reunindo-se às centenas para pernoitar, quando fazem bastante barulho. Na região sudeste onde existem diversas observações observa-se que bandos dormem em plantações de eucaliptos onde se camuflam entre as copas de forma a evitar predação de gaviões e falcões.Pode associar-se em bandos mistos com o papagaio-verdadeiro (observação pessoal em Bariri-SP, João de Almeida Prado).

Distribuição Geográfica

Distribui-se amplamente na América do Sul, principalmente no leste dos Andes, da Colômbia até o sudeste do Brasil. Ocorre também ao longo do leste e sul da Colômbia, leste do Equador, leste do Peru e Bolívia. É encontrado por toda a Venezuela, exceto em Zulia e Mérida, e é difundido nas Guianas, Suriname e em Trinidad e Tobago. No Brasil a espécie é encontrada na Bacia Amazônica, Amazonas, Mato Grosso (sendo ausente no sudoeste do pantanal), Pará, Goiás, Maranhão, Piauí, Bahia, Espírito Santo, norte do Rio de Janeiro, noroeste e norte de São Paulo e norte do Paraná.

 

 

Referências

  • https://www.wikiaves.com.br/wiki/curica

ALIMENTAÇÃO

Para o bem estar de sua ave, sempre recomendamos uma adequada dieta balanceada. As dietas balanceadas para as aves (tipo ração) são fabricadas no Brasil e podem ser encontradas nas lojas especializadas. Uma boa opção é a ração extrusada MEGAZOO, de alta digestibilidade e formulada para atender às necessidades nutricionais das aves de médio e grande porte. A ração balanceada reduz o desperdício de alimento, é de uso prático e principalmente, torna as aves bem nutridas e saudáveis. A ração balanceada pode ser a única fonte de alimentação, mas frutas, verduras, sementes e castanhas podem ser oferecidas eventualmente como petiscos eventuais. Todos os filhotes enviados aos clientes pelo CRIATÓRIO VALE VERDE são entregues com todas as orientações necessárias para o bem estar do animal.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “PAPAGAIO DO MANGUE”
Shopping cart
Seu carrinho está vazio =(
Continuar Comprando
0
X